1.o Colocado "LONGEVIDADE HISTÓRIAS DE VIDA BRADESCO SEGUROS" 2012

A importância das fibras na terceira idade

26 de agosto de 2014 comente
As fibras solúveis trazem inúmeros benefícios para os mais velhos, como a melhora do trânsito intestinal e controle do colesterol, incômodos que podem piorar com o avanço da idade.

É sabido que com a idade, o metabolismo costuma ficar mais lento. Consequentemente, órgãos e sistemas como respiratório e digestivo trabalham com mais dificuldade. O trânsito intestinal é um dos mais prejudicados: quanto mais o tempo passa, mais complicado é fazer com que o intestino funcione como um reloginho. Pior ainda se a alimentação for pobre em fibras.
 
A ingestão de fibras na quantidade correta proporciona a ida regular ao banheiro e, quando o intestino funciona melhor, outros benefícios também surgem, como melhora da disposição, do aspecto da pele, do controle do colesterol e do peso. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é recomendada a ingestão de 25 gramas de fibras diariamente e elas podem ser encontradas em alimentos como aveia, feijão, lentilha, ervilha, soja, laranja, maçã, cenoura, farelo de aveia, grão-de-bico, farelo de trigo, chia, arroz integral, figo seco, sementes de abóbora, linhaça, entre outros.

“A alimentação correta e rica em nutrientes, vitaminas e fibras continua sendo o melhor caminho para fazer com o que o organismo funcione bem, além de uma boa mastigação. Vale o esforço de comer o máximo de alimentos com fibras.

- Caqui chocolate: cada unidade fornece 7,3 g de fibras solúveis;
- Feijão carioca: 1 concha tem o mesmo que 1 caqui chocolate: 7,3 g de fibras solúveis;
- Goiaba branca: 1 unidade e meia, com casca, apresentam 6 g de fibras solúveis;
- Arroz integral cozido: 4 colheres (sopa) possuem 3,8 g de fibras insolúveis;
- Pão de forma de trigo integral: 2 fatias apresentam 3,5 g de fibras insolúveis;
- Ameixa crua: 4 unidades da fruta fornecem 3,4 g de fibras solúveis;
- Pipoca: 2 xícaras e meia (chá) proporcionam 3,2 g de fibras solúveis;
- Aveia: 4 colheres (sopa) contêm 3,3 g de fibras solúveis;
- Alface: 15 folhas apresentam 2,8 g de fibras insolúveis;
- Beterraba: fornece 1,4 g de fibras insolúveis a cada 2 colheres (sopa).

Mas vale lembrar que o bom funcionamento intestinal não está relacionado somente ao consumo das fibras. "Beber água e praticar atividade física também são essenciais para a conquista desse objetivo",

Nutricionista: Laís Aliberti.
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

Direitos dos idosos.

23 de agosto de 2014 comente





Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

Respeitar o idoso é questão de cidadania

12 de agosto de 2014 2 comentários
O Brasil, por muito tempo, foi considerado um país de jovens, com um histórico marcado pelo desrespeito ao idoso. Mas nos últimos vinte anos, isso tem mudado significativamente. Junto com o crescimento econômico do país, cresceu a expectativa de vida da população. De acordo com o último Censo do IBGE realizado em 2010, 7,4% da população brasileira é composta por pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, ou seja, idosos.

Atento a esse crescimento, o Brasil tem realizado ações para garantir cada vez mais a qualidade de vida dessa parcela representativa da população, que tanto já contribuiu com o país. Exemplo disso foi a criação do Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 e a instituição do dia 1º de outubro como o dia oficial do idoso seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde. Até o ano de 2006 a data era comemorada no dia 27 de setembro.

O Estatuto do Idoso representa um grande passo no que diz respeito à cidadania e garantia dos direitos - saúde, lazer, cultura, esporte, habitação, transporte público - daqueles que, por muitas vezes, passaram despercebidos na sociedade. Incentivar a valorização do idoso, através da conscientização da população, promover o respeito aos direitos conquistados e a dignidade dessas pessoas, e estimular a criação de políticas públicas voltadas para esse grupo são os compromissos previstos na legislação.

O papel da Justiça é de suma importância na garantia desses direitos e no fomento de ações de conscientização, para que a população crie uma cultura de respeito aos idosos. O tema está na linha de atuação da Justiça baiana, que vem discutindo o combate a todo o tipo violência contra a pessoa idosa no Núcleo de Justiça Restaurativa do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA). O Tribunal está também lançando um Programa de Preparação de servidores para aposentadoria. São pequenos exemplos que podem fazer a diferença para uma terceira idade mais produtiva, saudável e respeitada.

Texto: Ascom Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

Alimentos que fazem bem à saúde e à beleza..

11 de agosto de 2014 comente
Beber água é fundamental para manter a saúde em dia

1. Água
“Ela é um dos principais ingredientes para a saúde da pele”, afirma Marcela. O motivo está na hidratação, que evita o aparecimento de rugas. Além disso, a água ajuda a eliminar toxinas que podem favorecer o envelhecimento precoce. “A recomendação é beber cerca de oito copos por dia”.

2. Frutas vermelhas
O morango, a romã, o mirtilo, a framboesa e a amora são ricos em antioxidantes, que são bons para o fortalecimento de cabelos e unhas. Os antioxidantes também protegem a pele contra a ação dos radicais livres, moléculas que aceleram o envelhecimento, explica Marcela.

3. Folhas e vegetais verdes
Esses alimentos também são ricos em antioxidantes, betacaroteno, acido fólico e magnésio, que combatem o envelhecimento da pele. “Os verdes mais escuros são os mais ricos, e quanto mais cru melhor”, diz Paula, para que se evite que o alimento perca a vitamina C com o calor do cozimento.

4. Leite
O cálcio, presente nos laticínios, nas folhas verde-escuras e na sardinha, é outro mineral essencial para o bom funcionamento das células da pele. “Isso porque ajuda a combater a flacidez e os sinais da idade”, diz Marcela. Os cabelos também podem se beneficiar: “Além disso, o leite é rico em aminoácidos, essenciais para o fortalecimento dos fios”.

5. Tomate
O fruto combate os radicais livres e ajuda a prevenir o envelhecimento, já que é rico em licopeno (substância que dá a cor avermelhada ao tomate) e betacaroteno. “Quanto mais maduro e concentrado, mais rico em nutrientes”, recomenda a nutricionista Paula Castilho.

6. Frutas e vegetais amarelos e laranjas
Aqui o betacaroteno (um dos precursores da vitamina A) também é a razão dos benefícios para a beleza. O consumo de alimentos como abóbora, cenoura e laranja é essencial para a saúde capilar, diz Marcela Frias. “Além de antioxidantes, os betacarotenos controlam a produção sebácea, reduzindo a oleosidade excessiva do couro cabeludo. Também contribuem para a elasticidade do fio e regulam a multiplicação celular”.

7. Vegetais crucíferos
O nome pode ser estranho, mas os alimentos são comuns: repolho, couve, nabo, couve-flor e brócolis também podem ser aliados da beleza capilar. “Eles contêm iodo e enxofre, que ajudam no crescimento e fortalecimento do cabelo”, recomenda Paula.

8. Linhaça
Segundo Marcela, a semente de linhaça é fonte de ácidos graxos ômega 3 e ômega 6, minerais, vitaminas e fibras. Como resultado, o alimento ajuda na hidratação da pele, “principalmente em regiões mais propícias ao ressecamento e possíveis rachaduras, como os pés, por exemplo.”

9. Soja
Os benefícios da soja para controlar a menopausa já são conhecidos. Mas o alimento também é bom para a pele. “Na soja encontramos arginina, que possui ação imunoestimulante, ativando o colágeno”, diz Paula.

10. Alho e cebola
Os temperos que não faltam na cozinha brasileira também fazem bem para a pele, pois possuem substâncias antioxidantes. Eles também ajudam a bloquear inflamações no organismo, segundo a nutricionista Paula Castilho.
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

Alimentos que fazem mal à saúde e à beleza.

comente
1. Bebidas alcoólicas
Não é à toa que nos sentimos feias quando estamos de ressaca. O álcool provoca a perda de água do organismo, e consequentemente deixa a pele desidratada, sem elasticidade e com aspecto envelhecido. “Esta desidratação também favorece o aparecimento de rachaduras na pele, os cabelos ficam desvitalizados e as unhas quebradiças”, diz a nutricionista Marcela Frias, da Clínica Dicorp.

2. Café
Esta é outra bebida que é melhor não exagerar. O excesso favorece o aumento dos níveis do hormônio cortisol no organismo, explica Marcela, o que leva ao envelhecimento da pele e à desidratação. A nutricionista Paula Castilho diz que o café é vasoconstritor, “ou seja, diminui o calibre das artérias, favorecendo a má circulação, o que contribui para a formação de celulite”.

3. Açúcar
“O açúcar aumenta o nível da glicose no sangue e esta se liga às proteínas responsáveis por manter a elasticidade e a firmeza da pele, impedindo que cumpram plenamente suas funções”, explica Marcela. Ela acrescenta que os doces também podem piorar a acne. Já Paula alerta que o açúcar - refinado ou cristal - pode causar dependência. Além disso, pode causar desequilíbrio na flora intestinal. “Ele inibe a absorção de nutrientes como vitaminas e minerais; agride o intestino, aumentando o número de bactérias e fungos no organismo; e pode causar inflamações”. 

4. Embutidos
Alimentos como salaminho, mortadela e presunto são ricos em gordura saturada, sódio e nitratos. Segundo Marcela Frias, essas substâncias “promovem a inflamação da pele, a retenção de líquidos e ainda intoxicam o organismo, acelerando o envelhecimento precoce”. E não é só a pele que sofre: as substâncias presentes nos embutidos também deixam cabelos e unhas quebradiços.

5. Sal
A nutricionista Paula Castilho lembra que o sal faz com que o corpo retenha líquido, causando inchaço e podendo agravar a celulite. Já Marcela Frias alerta para o sal iodado, que não faz bem para a pele. “Os tecidos incham, criam bolsas embaixo dos olhos, agravam a acne e ainda aceleram o envelhecimento”, diz.
Previna e combata o envelhecimento dos pés ao cabelo

6. Refrigerante
“Rico em açúcar e corantes artificiais, ele soma os problemas causados pelos dois”, diz Paula. O resultado é uma pele menos firme.
Termogênicos ajudam a combater a flacidez

7. Alimentos industrializados
A combinação de corantes, conservantes, gordura trans e gordura saturada, utilizados para que os alimentos durem por mais tempo, não ajudam em nada na aparência, e ainda aumentam a pressão arterial e o risco de infarto. Eles também contém uma grande quantidade de sal, que faz mal à pele.
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

Insônia na 3ª idade

1 de agosto de 2014 2 comentários

As dificuldades para pegar no sono podem atingir pessoas de qualquer idade. No entanto, naqueles com 65 anos ou mais esse problema se torna ainda mais recorrente. Segundo um estudo - publicado na Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia - vários fatores, além da faixa etária, podem desencadear o mal, entre eles, influências psicossociais, doenças clínicas e psiquiátricas e o uso de medicações.
O corpo e a mente precisam de uma boa noite de sono para repor as energias e se preparar para o dia seguinte. Geralmente, quem sofre de insônia apresenta-se cansado, mal-humorado, sonolento ou com sensação de “atordoamento”. E muitos, mesmo com quadro de sonolência, não conseguem dormir durante o dia.

“Existem vários fatores. O nosso corpo é muito sábio. Ele reage quando algo não está bem. E a insônia é uma reação do corpo. Então, é necessário descobrir quais são as causas para iniciar o tratamento.” De acordo com Wanda, dois causadores de insônia são ansiedade e estresse. “Pessoas mais agitadas, com depressão ou até mesmo que se alimentam de forma errada tendem a ter mais dificuldade para dormir”, diz.
Uma das técnicas que a gerontóloga Wanda Patrocinio ensinou é simples e todos podem fazer.

No momento em que você for para o quarto para dormir, deite de barriga para cima, coloque a mão direita aberta com o dedão pressionando o umbigo, e a mão esquerda aberta com o dedão pressionando entre os seios. Feito isso, respire fundo e solte o ar pela boca. Repita o processo dez vezes. Dessa forma, o corpo irá relaxar. Se ainda não se sentir sonolento, repita os movimentos, respirando normalmente, mais 10 vezes.

Refeição ‘amiga’ do sono
A alimentação influencia na qualidade do sono. Algumas comidas podem se tornar “amigas” do sono, enquanto outras servem de despertar na madrugada. Wanda Patrocinio explica que o ideal é sempre comer no máximo até duas horas antes de se deitar. “Terminar de comer e já ir direto para cama prejudica sua noite de sono”, diz Wanda. “Nosso corpo precisa queimar aquilo que ingerimos e, durante a noite, nosso metabolismo é mais lento, sendo assim, devemos evitar comidas pesadas, gordurosas, cafeína, álcool, alimentos fermentados e ácidos e muito líquido.”

Tipos de Insônia
:: Insônia inicial - Caracteriza-se pelo aumento da latência do sono, ou seja, aumento do tempo que o indivíduo demora para iniciar o sono
:: Insônia de manutenção - Onde ocorre o aumento dos despertares durante a noite
:: Insônia terminal - É um pouco menos comum e se caracteriza pelo despertar precoce, quando o indivíduo acorda muito antes do horário que desejaria, mas não consegue voltar a dormir

Alimentos Liberados

:: Banana - além de ser grande fonte de vitaminas, a banana tem papel importante na produção de serotonina, hormônio que nos deixa relaxados
:: Semente de gergelim - o triptofano participa da formação da melatonina, que é o hormônio responsável pela regulação do sono
:: Aveia - também fonte de triptofano, ajuda a manter um sono contínuo
:: Arroz integral - é fonte de carboidrato de boa qualidade, também importante para regulação de serotonina e melatonina
:: Ovo - é rico em vitamina B12 e em colina, substância associada à melhora da depressão. Muitas vezes, a depressão é um fator de riso para a insônia
:: Linhaça - rica em ômega 3, que ajuda na regulação dos neurotransmissores; a linhaça melhora não só o sono, mas o humor, a ansiedade, a irritabilidade e a depressão
:: Salmão - outra fonte rica em ômega 3 e de vitamina B12, essencial na conversão do triptofano em serotonina
:: Maracujá - tem efeito calmante e pode auxiliar no relaxamento antes de dormir
:: Couve - promove relaxamento muscularSinta-se em casa e deixe seu comentário.

DEVE SER EVITADO
*Evitar cafeína, nicotina e ingestão de álcool no mínimo seis horas antes de dormir;
*Não fazer refeições pesadas à noite;
*Procurar se exercitar até quatro horas antes;
*Fugir de atividades psicologicamente estressantes no período noturno;
*Adquirir hábitos regulares de dormir, ou seja, manter os mesmo horários;
*Evitar cochilos longos e próximos da hora do sono principal.

Fonte: Dra. Vera Lúcia Gradim Moron Rodrigues,
 Wanda Patrocinio - Gerontóloga

Aprenda a cuidar dos olhos e proteger sua visão

27 de julho de 2014 comente


NÃO DEIXE DE CONSULTAR O OFTALMOLOGISTA SEMESTRALMENTE
Sinta-se em casa e deixe seu comentário.

Share It